Itacaré: mar e cachoeira pra se sentir completo

Vencidos os nossos 4 dias em Porto Seguro, lá vamos nós para o nosso próximo destino: Itacaré! Passamos apenas 2 dias por lá, mas te digo que realmente não foi suficiente. A vontade foi de ficar mais alguns diazinhos pra poder aproveitar beeem mais tudo o que esse lugar lindo tem de bom!
Chegamos em Itacaré por volta de umas 17h mais ou menos. Como não havíamos reservado nenhum lugar por lá ainda, tivemos que sair procurando uma pousada pela cidade. Não rodamos muito e logo achamos uma. Ficamos na Pousada Humaitá. Como eram dois dias apenas, não precisávamos de muita coisa, mas a pousada nos atendeu super bem. O espaço era bem bacana, área decorada, bem aconchegante. Só os quartos que, devido a pousada estar em processo de reforma, ainda estavam com móveis bem antigos. Mas nada que deixou a desejar, apesar do cheirinho de coisa antiga haha. O nosso quarto tinha uma varandinha com uma redezinha bem convidativa para o descanso. O café da manhã, uma delícia! Especialmente o bolo de chocolate que me obrigou a repeti-lo três vezes. Ah! E em relação ao preço da pousada, até que não achamos tão caro não: R$120 a diária por casal.    
Conversando com um dos sócios da pousada, Well descobriu que ele também era guia. Então já combinamos o que faríamos no próximo dia: iríamos visitar 4 praias e 1 cachoeira. Achamos ótimo, pois com um guia fica ainda mais fácil conhecer direitinho os lugares em uma cidade que você nunca esteve. Ah! O guia mega gente boa se chama Elton, e se você quiser o contato dele, pode mandar uma mensagem pra gente ou visitar o site da pousada deles e entrar em contato. Super indicamos! Inclusive uma amiga nossa, a Thaís, me pediu dicas boas em Itacaré. E logo já indiquei o Elton. Ela foi agora início de fevereiro/2017 e amou o passeio! Ou seja, tá mais que aprovadíssimo!
Como já chegamos a tardezinha, foi o tempo dos meninos tomarem um banho de piscina na pousada e depois irmos pra rua, conhecer um pouquinho da noite de Itacaré.
Estou em profundo pesar por não ter tirado boas fotos das ruazinhas badaladas. Principalmente do Beco das Flores. Sinceramente eu e Well estávamos tão querendo aproveitar, que até deixamos de lado os cliques um pouco.
No outro dia acordamos relativamente cedo. Saímos as 9h para iniciar nosso roteiro. Nos acomodamos no carro do Elton e lá fomos nós!

Praia da Engenhoca
Seguimos pela rodovia BA-001 que liga Itacaré a Ilhéus, até chegarmos no km 12, que é onde se situa o início da trilha para se chegar na Praia da Engenhoca. Deixamos o carro no estacionamento que tem na beira da pista e seguimos pela trilha por aproximadamente uns 20 minutos. Mas é bem tranquila e fresca, devido à mata fechada. O mais impressionante da trilha, além da diversidade de plantas e árvores, foi poder visualizar um monte de estruturas abandonadas há muito tempo, devido ao início de uma construção de um resort de alto padrão que foi embargada por falta de licenciamento ambiental.
Assim que acaba a trilha, somos apresentados à belíssima vista da Engenhoca. Tudo bem natureza, sem estrutura de barracas e sem muitos turistas. Bem paradisíaco: uma faixa de areia extensa, coqueiros e o mar com ondas cheias e lentas, perfeito pra quem está inciando no surf.
Praia Havaizinho
A vontade era muita, mas não ficamos muito tempo na Praia da Engenhoca, pois ainda faltavam mais três praias e uma cachoeira pra gente conhecer. Voltamos pra trilha novamente e seguimos uns 10 minutos até a Praia Havaizinho. Igualmente linda! Porém com uma particularidade: muuuitos coqueiros, que dá ainda mais um charme pro local. Por lá tem mais estrutura de barracas e é ainda melhor para o banho, pois as ondas são mais calmas que a Engenhoca.

Praia Camboinha ou  Gamboa
Saímos da Praia Havaizinho e seguimos poucos minutinhos até a Camboinha, ou Gamboa. Essa praia possui apenas uma pequena faixa de areia, mas que ainda sim vale muito a pena o registro! Nem ficamos muito tempo por lá. Foi mais só uma passadinha, uma fotinha e seguimos por trilha para a Praia de Itacarezinho. Enquanto isso, Elton nos deixou em Itacarezinho e voltou para o estacionamento, para levar o carro dele até a próxima praia, para que então não precisássemos voltar toda a trilha a pé.

Praia Itacarezinho
A praia de Itacarezinho é a única que tem acesso de carro para chegar até ela. É possível chegar até bem perto da beira da praia, deixando o seu carro no estacionamento particular deles. Que foi o que o Elton fez. A praia é bem extensa, cerca de 3,5 km e muitos coqueiros. Ela também tem uma infraestrutura com restaurante e hotel. Como havíamos levado lanche, não nos preocupamos com o restaurante. O que foi ótimo mesmo, porque só a taxa mínima de consumação era de R$ 50. Achamos o lugar bem caro, principalmente por você não ter liberdade de comprar sem taxa de consumação. Já a praia é bem linda mesmo. Logo quando você está chegando da trilha, já dá pra você a orla todinha. Coisa linda!
Aproveitamos bem a Praia de Itacarezinho e por fim, pegamos o carro pra ir para a nossa última parada: Cachoeira do Tijuípe.

Cachoeira do Tijuípe
A Cachoeira está situada em uma fazenda privada onde se paga uma taxa para entrar: R$ 13,00 com o guia (Dezembro de 2016). O acesso é por uma caminhada leve, cerca de cinco minutinhos, a partir do km 46 da BA-001, que é onde deixamos o carro. O lugar possui uma ótima infraestrutura com um restaurante, banheiros e uma área de lazer. Por lá também eles vendem mudas de plantas tropicais.
Apesar de ter apenas 4m de queda, a cachoeira conta com 15m de largura. Linda, linda, linda! Na cachoeira além do banho é possível também fazer passeio de caiaque (R$ 5,00 por pessoa) no lago que fica acima da cachoeira. Este lago é bem grande e profundo. Mas pra quem não sabe nadar, tem um banco de areia em uma parte da borda do lago.
A cachoeira é linda, o lugar é incrível e o melhor ainda: a água não é gelada! Tem uma temperatura deliciosamente gostosa! :D

E esse foi o nosso passeio de 1 dia em Itacaré. Voltamos para a pousada e aproveitamos nossos últimos momentos da tarde tirando umas fotinhas na porta do quarto, e dando um adeus ao pôr do sol de Itacaré, que já estava pronto pra se esconder.
E Wellington não se contentando, incorporou a diva também hahah

Próxima parada e última dessa viagem delícia pela Bahia: CHAPADA DIAMANTINA! ô lugar incrível! Vocês vão ver ^-^ Até breve!

Com os pés na areia | Porto Seguro, Arraial d'Ajuda e Trancoso, Bahia

Saímos de Bom Jesus da Lapa quase umas 17h e, como planejado, fomos direto para Vitória da Conquista para apenas passar a noite antes de chegar no nosso primeiro destino de viagem, Porto Seguro.
 Nos hospedamos em uma pousadinha em Vitória da Conquista e no outro dia saímos cedinho rumo a Porto \o/
Pegamos um trecho de estrada muito ruim alguns quilômetros antes de chegar em Porto Seguro, a BA-270. Era buraco que não acabava mais! Isso nos custou um inhec-inhec no amortecedor... Mas graças a Deus nada de mais.
Depois de muita buraqueira, estávamos quase chegando \o/ Já podíamos ver apontar as palmeiras e sentir o ventinho de mar. Aah como é bom!
Nós ficamos hospedados na Praia de Taperapuã, em um condomínio chamado Mont Sião. O Apart-hotel era super bacana e o melhor, pertinho de tudo: 250m da Praia e a 7 km do centro de Porto Seguro, sem contar que a Praia tem ótimas barracas: Axé Moi, Tôa Tôa, Vira-Sol e Barramares. Dizem que é a área mais badalada de Porto e uma ótima área para banho também.
Apart-hotel Condomínio Mont Sião - Taperapuã | Porto Seguro
Chegamos por volta de uma 15h e não perdemos tempo. Ajeitamos as coisas no hotel e fomos logo pisar na areia. Mas claro, não sem antes tirarmos par ou ímpar americano pra saber quem ficava com o melhor quarto! Eu e Well vencemos hahah \o/ (Deveria ter registrado esse momento!).
Praia de Taperapuã
No outro dia Janine e Everton acordaram cedinho para irem comprar um peixe fresquinho para preparar para a nossa noite de natal. Afinal, era dia 24, véspera. Quando eles voltaram, Janine preparou o peixe e deixou marinando enquanto passaríamos o dia na praia.
Resolvemos conhecer a Praia de Coroa Vermelha, que fica em Santa Cruz Cabrália, a 14 km do centro de Porto. Essa praia é considerada o ponto de desembarque da expedição de Pedro Álvares Cabral quando chegou ao Brasil e foi cenário da primeira missa católica realizada no País, sem contar ainda que foi, em 1500, onde ocorreram os primeiros contatos entre portugueses e índios.
A badalação de fato se concentra mais em Taperapuã mesmo. Já Coroa Vermelha é bem tranquilo. Comemos um peixinho delícia por lá e depois caminhamos beirando a praia até chegarmos em uma faixa de areia que, quando a maré está baixa é possível caminhar a pé sobre ela e avançar mar adentro. Em Coroa Vermelha também se encontra a reserva indígena Pataxó, com um povoado onde os nativos vendem artesanatos. Ah! E em relação aos preços, achamos tudo bem justo. Tanto as barracas na beira da praia quanto os artesanatos.
Depois que voltamos da praia, resolvemos ficar tranquilos no hotel, só esperando a hora de podermos comemorar o nosso natal, comendo o peixe delicioso que Janine havia preparado desde de manhã.
No outro dia resolvemos ir para Arraial d'Ajuda. Fica tão pertinho de Porto Seguro que é impossível deixar de ir até lá. Arraial é um distrito de Porto e fica a apenas 6km do centro de lá.
Para chegar até a vila, é preciso pegar uma balsa. Antigamente era só desta maneira que era possível chegar em Arraial, mas hoje existe uma estrada que liga a vila com o resto das cidades.
Dizem que costumam ter enormes filas de carros para a travessia após as 7h, mas como era Natal, feriado, e domingo ainda, não tivemos muitos problemas com superlotação. Inclusive até achamos estranho a calmaria da cidade. Chegamos as 8h na Balsa e estava tudo ok.
Ao atravessar na Balsa, é possível admirar o encontro do rio com o mar! A travessia dura cerca de 10 minutos, bem rapidinho :)
Saindo de carro da balsa, é só seguir alguns quilômetros até a vila. No nosso caso, fomos direto pra praia mesmo. Ficamos na Praia do Mucugê. O lugar é simplesmente incrível! O mar calmo e cristalino de Arraial d'Ajuda é uma das principais atrações desse charmoso povoado baiano de pescadores.
Depois que saímos da praia fomos até o centro para conhecer mais um pouco da vila. A Rua do Mucugê é super charmosa e tem um monte de restaurantes e lojinhas lindas! Fomos também até o centro histórico, que tem a lindinha da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Ajuda, erguida em 1551. Atrás dessa igrejinha, tem um mirante m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-o revelando uma imensidão azul e o encontro do rio Buranhém com o mar.
Almoçamos em um restaurante ótimo no centro de Arraial, chamado Restaurante do Paulo Pescador. Vale muito a pena sair das barracas na praia e ir até lá almoçar. Comida de qualidade, bem servido, atendimento cordial e preço justo também.
Restaurante do Paulo Pescador em Arraial d'Ajuda - via
Aproveitamos mais um pouco a vilazinha e voltamos de balsa um pouco antes de escurecer.
No outro dia decidimos ir até Trancoso. Claro que não perderíamos essa oportunidade de conhecer esse outro lugar maravilhoso pertinho de Porto! Para ir até lá também é preciso pegar a balsa, pois a vila fica depois de Arraial d'Ajuda. Mas como já era um pouquinho tarde resolvemos não pegar a fila da balsa e ir pela estrada mesmo. Deu um pouquinho mais de 70km. (Talvez se tivéssemos ficado na fila da balsa teria sido mais rápido, mas valeu a experiência!
Fiquei absolutamente encantada com o famoso Quadrado, que é uma espécie de praça, que abriga a Igreja de São João Batista e um campo de futebol. A praça é todinha emoldurada por casinhas meigamente coloridas que funcionam como bares, restaurantes e lojas.
Chegamos ao Quadrado bem pertinho de escurecer. Podemos perceber a mudança de uma tarde tranquila para uma noite de muito movimento com o vai-e-vem de nativos e muitos, muitos turistas.
Atrás da Igreja de São João Batista tem um mirante panorâmico simplesmente encantador <3 Do alto do morro "Mirante" pode-se avistar as praias de areia clara, mar azul-turquesa, coqueiros e as lindas falésias coloridas.
Trancoso também é um lugar que quero muito voltar para aproveitar mais. Só um diazinho foi muito pouco :(
Voltamos para Porto Seguro por volta de umas 20h. Dessa vez pegamos a balsa em Arraial d'Ajuda pra não pegarmos os mais de 70km de volta. E sim, pegamos uma filooona de carros. :)
E esses foram os nossos 4 dias em Porto Seguro. O próximo post será lá em Itacaré! Eita que a gente tá muito viajadêro!!! ^-^ Até o próximo post!!!